2010: Centenários, datas importantes, ciência e cultura

Como sabemos, o ano que se inicia dentro de alguns dias terá como principal evento mundial, a realização da Copa do Mundo na África do Sul. Ao mesmo tempo, no Brasil, foi instituído o ano de 2010 como sendo o Ano Nacional Joaquim Nabuco, político e diplomata brasileiro que abraçou o abolicionismo e faleceu em 1910, mesmo ano em que ocorre a Revolta da Chibata, a luta dos marinheiros contra os castigos corporais, um resquício da escravidão numa das maiores frotas do início do século XX.

A Unesco promove 2010 como o Ano Internacional da Diversidade Biológica, tema que é de enorme importância, visto, nos dias atuais, a conscientização ecológica ser parte do nosso cotidiano.

Há outros fatos também importantes que terão datas “redondas” em 2010, por exemplo, os centenários de nascimento de Noel Rosa, Jacques Cousteau, Madre Teresa de Calcutá e muitos outros. Confira abaixo:

 

Acontecimentos

Logo colorido_sm

Ano Internacional da Diversidade Biológica
Unesco

revoltachibata

Revolta da Chibata (100 anos)

logojoaquimnabuco

Ano Nacional Joaquim Nabuco
Fundação Joaquim Nabuco

 

Centenários

Cultura Brasileira

noel[1] 

Noel Rosa (1910-1937) Música-Samba-MPB

raqueldequeiroz 

Raquel de Queiroz (1910-2003)
Literatura Brasileira

adoniran_barbosa

Adoniran Barbosa  (1910-1982)
Compositor de Sambas

aurelio

Aurélio Buarque de Holanda Ferreira (1910-1989)
Lexicógrafo e escritor

haroldolobo

Haroldo Lobo (1910-1965)
Compositor de sambas e marchinhas

corinthians

Fundação do Sport Club Corinthians Paulista

Arte, Literatura e Ciência (mundo)

akira

Akira Kurosawa (1910-1989)
Cineasta japonês

 

jeangenet

Jean Genet (1910-1965)
Escritor francês

marktwain

Mark Twain (1836-1910)
Escritor norte-americano

cousteau

Jacques-Yves Cousteau (1910-1997)
Oceanógrafo francês

Religião

chicoxavier

Chico Xavier (1910-2002)
Médium

madreteresa

Madre Teresa de Calcutá (1910-1997)
Freira

Música

 
howlinwolf

Howlin’ Wolf (1910-1976)
Blues

django_reinhardt1

Django Reinhardt (1910-1953)
Jazz

Política

tancredo

Tancredo Neves (1910-1985)
Político – Presidente do Brasil

 
Anúncios

O cricri é o chato elevado ao quadrado

Você, cidadão pacato, está sentindo um bafo no cangote ou o seu caminhar parece emperrado? E você, cidadã,  tem a perfeita noção de que a perseguem nas ruas e, de repente, seu telefone toca e o número que aparece na tela não é do seu conhecimento? Vocês sabem o que é isso?

Fly in soup bowl © Tobias Bernhard/zefa/CorbisO cricri é a mosca em nossa sopa.

Estas são apenas algumas das formas que os encostos virtuais, ou não, resolveram utilizar para, assim, minar sua paciência e sugar as suas energias, se alimentando daquilo que elas imaginam que só você tem.

Usei o termo "encosto", que, na verdade é conhecido como espírito obsessor, mas que podemos traduzir como sanguessugas. E esses são os cricris, os chatos virtuais – no mundo real é a mesma coisa -. Você imagina que já fez de tudo para se livrar e, no mundo virtual, você já pensou várias vezes se valia a pena ou não continuar a frequentar lugares como o Orkut e congêneres, justamente para não ser objeto desse grude gosmento, que por mais que você tenha se esforçado, essa coisa não desgruda.

42-19762225₢CorbisVolta pro mar, oferenda!

Não é preciso se desesperar. Há duas opções, a saber: A primeira é a Filosofia da Vaca e a segunda é recitar um mantra. Calma, eu explico: A filosofia da vaca consiste em você se lembrar como é que a ruminante age. Ela caminha placidamente enquanto deixa um rastro de caquinha pelo caminho. Ou seja, não está nem aí para quem vem atrás e, no caso específico do cricri virtual, o que ele diz. Em um Português bem claro, a Filosofia da Vaca pode ser resumida em uma frase: "Tô c*.*gando e andando". A outra opção, quando você tem um tiquinho de entendimento das coisas afrobrasileiras, é entoar o “mantra” VOLTA PRO MAR, OFERENDA!, – nome dado a algumas comunidades no Orkut – bem no ouvido do (a) cricri assim que reconhecer a voz do outro lado do telefone. Quando o (a) cricri é pouquinha coisa mais inteligente, usa o tal “número não identificado” para te ligar e pentelhar. Mesmo assim o (a) cricri corre o risco de não ter a ligação atendida.

Em vários sites visitados e, em particular, numa reportagem sobre os chatos que saiu no G1 há alguns meses, chamada Saiba como despistar os chatos da Web,  foi identificada uma característica comum a todos os cricris: a carência afetiva. Portanto, a questão é psicológica e os chatos nos fazem de anteparo para suas carências. Mas que fique claro: ser chato independe da condição. Você pode ser o cricri de outra pessoa.

Outros tipos e opiniões sobre os cricris.

Tecnologia da Informação para crianças

O equivalente inglês ao nosso MEC começa a introduzir nas escolas primárias da Inglaterra o uso do Twitter e outras formas de interação online para as crianças. Imaginam que, quanto mais tecnologia aprenderem, melhor lidarão com os fatos do futuro que as espera. Não que eu discorde, pois ainda acredito que tudo tem sua hora e as crianças tanto podem usar a internet para pesquisar, jogar, conversar e aprender não necessariamente nesta ordem, mas o que não pode acontecer é a massificação da tecnologia em detrimento da cultura.

(…) o Governo quer que eles para saber mais sobre "comunicação social e de colaboração, incluindo e-mails, mensagens, blogs, wikis e twitters"

E isso é o que tem deixado os educadores da terra da Rainha preocupados. Até que ponto as crianças vão preferir aprender sobre Shakespeare – exemplo dado por eles, ingleses – via Wikipedia? Ou indo direto à fonte, isto é, livros e peças do bardo de Stratford-Upon-Avon? Isto pode estar no que conceituamos, no Brasil, como inclusão digital?

Talvez, eu respondo. Você perguntará o por que do "talvez". É bem simples: Um computador para cada aluno em sala de aula não fará com que tomem gosto pela leitura, por exemplo. Mas, pode ser que venham a desenvolver novas formas de leitura e aprendizado, mesmo que haja um programa educacional que os permita desenvolver várias capacidades. Se não me fiz entender, tentarei ser mais explícito: Não adianta dar o peixe. Tem que dar o anzol. Fazer da tecnologia da informação uma panaceia que, supostamente resolverá todos os problemas da Educação é querer imaginar que o Titanic não afundou. A metáfora é válida visto a Educação no Brasil está indo a pique aceleradamente.

É interessante também perceber que alguns supostos educadores desconhecem o fato de que as crianças tem muito mais facilidade para lidar com novas tecnologias do que as pessoas de meia-idade e terceira idade, por exemplo. Não há um guri ou guria que deixe de saber como se "pilota" um controle remoto que têm mais botões que a ponte de comando da Enterprise. Ou que olhe para nós com cara de "será que meus pais são retardados e não sabem gravar um DVD?". Isso para não falar das avós que, em termos de tecnologia, a coisa mais moderna que conheceram foi a passagem da televisão a válvulas para a televisão a transístores e, portanto, ainda procuram aquele botão que mudava os canais. Vejamos alguns depoimentos colhidos pela articulista Alice Thomson, do The Times Online:

– "Aos quatro anos, mesmo ainda sem ter aprendido a ler, ele já sabia mudar o toque do meu telefone celular".
– "Aos seis anos já precisam de uma conta no Google".
– "Aos oito anos criam suas discotecas virtuais e conversam online horas a fio".
– "Aos onze anos começam a procurar fotos de atrizes vestidas com biquínis, aprofundam-se no Tweeter e podem construir ou destruir impérios jogando Age of Empires".

A própria jornalista declara que sua filha de seis anos já sabe pesquisar online tudo sobre Hannah Montana. Mas, na escola, o professor lhe indicou que procurasse, também, algo sobre Darwin.

De uma forma ou de outra, nós professores, que trabalhamos nas ditas comunidades carentes, conseguimos adaptar algumas coisas para também servirem como auxílio ao conteúdo exposto em sala de aula. Por exemplo, já faz alguns anos que peço aos alunos para pesquisarem alguma coisa para a próxima aula. Geralmente, são pesquisas simples e fáceis de fazer que não os farão perder muito tempo. Por exemplo, quando o assunto é a Inconfidência Mineira, eu peço que todos procurem a letra do samba-enredo "Exaltação a Tiradentes", que deu o título de 1949 ao Império Serrano e foi gravado pela Elis Regina anos depois. Na aula em que devem trazer a letra, eu coloco o samba para tocar e os faço cantar à capela junto comigo após uma ou duas audições. Lógico que não conseguimos nem chegar perto em termos de afinação, mas depois tudo se torna lúdico e acabam apreendendo, muito mais do que aprendendo, alguns conceitos que podem ser históricos e sociais.

Neste ponto, para as comunidades em que nem todos podem dispor de computador em suas casas – recentemente o Morro Santa Marta foi brindado com internet banda larga sem fio – as lan houses, são um grande auxílio e negócio também. O preço por hora de uso de um computador não é mais do que R$1,00 e a impressão de uma folha está mais ou menos neste preço também.

Em breve criarei a primeira comunidade no Orkut para uma turma de primeiro ano do segundo grau, a título de experiência. Hoje, com o barateamento do equipamento mínimo para se acessar a internet, muitos dos alunos já dispõem de computadore em casa. Pretendo colocar textos, links para vídeos e tudo mais que for necessário e interessante para auxiliar e complementar as aulas. Já criamos uma comunidade para toda a escola em que trabalho; porém, é muito mais um meio de reencontrar ex-alunos e colegas que passaram por lá.

Vamos ver como essa experiência se desenvolverá lá e cá.

Crie seu avatar com a camisa do Botafogo

Utilizando a customização da aparência do BuddyPoke!, é possível criar um avatar com a camisa listrada do Botafogo.

1 – Você já deve ter seu avatar criado. Quem usa o Orkut não terá dificuldade.

2 – Clique em customizar a aparência

3 – Na aba criar seu próprio, escolha camisa (pode ser manga comprida ou manga curta)

4 – No quadrinho ao lado, escolha a cor preta e, no quadrinho seguinte, escolha as listras verticais.camisa01

Este será o resultado:

camisasemestrela

Mas ainda falta o escudo, a estrela solitária.

1- Copie a imagem criada usando a tecla prtscn (print screen) e cole numa nova imagem a ser criada em seu programa de edição de imagens.

2 – Copie mini escudo correspondente à camisa que você criar (listrada, branca ou preta) e cole sobre o peito. Quanto à listrada, atente para que as listras encaixem perfeitamente.

miniescudolistras
Camisa listrada
miniescudo
Camisa branca
miniescudopreto
Camisa
preta

3 – Salve a imagem e você terá um avatar com a camisa do Botafogo para enviar a seus amigos e usar no Orkut. Se quiser usar a bola na imagem, basta copiar e colar.

camisamangacurta

 

Veja como ficam as camisas listrada de manga comprida, branca e preta de mangas curtas

botafoguinho2 botafoguinhocamisabranca botafoguinhocamisapreta