Jornalistas e o chapéu panamá

panama01É impressão minha ou agora para ser jornalista é preciso usar chapéu panamá? Eu já vi pelo menos três jornalistas – certamente diplomados antes da queda da exigência – usando seu adereço no alto do coco em avatares de redes sociais internéticas. Como dizia São Jorge após matar o dragão… Tem mais “ogum” aí?

Lembrei do professor Pardal que usava um chapéu que o ajudava a pensar. Será que o chapéu ajuda os jornalistas internéticos a escrever melhor? Mistéééério (tom de barítono). Ou seria apenas a composição de um personagem? Como diz o ditado… se barba fosse sinal de respeito bode não tinha chifre. Logo, chapéu na cuca não significa que se escreve melhor. Se fossem carecas, o que imagino, até vá lá. Mas, em se tratando de vaidade, chapéu é menos estranho que aquelas perucas que mais parecem um cachorro pequinês sobre cabeça. Por falar nisso, há um filme engraçadíssimo chamado “A guerra das perucas”. Vá até a locadora e alugue. É diversão garantida.

Até meados dos anos 1960, o chapéu fazia parte da indumentária masculina. Quem saísse à rua sem seu chapéu certamente se sentiria quase nu. Mas, hoje, em pleno século XXI, em que os bonés reinam absolutos em todos os campos, usar chapéu panamá em avatar da internet é o mesmo que ir a uma festa e sacar um cachimbo acompanhado de tabaco aromático só pra tirar onda.

Anúncios

Um comentário sobre “Jornalistas e o chapéu panamá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s