Música ruim e a surdez cultural

Como duas músicas podem ensinar os jovens a entenderem as palavras e iniciarem um diálogo.

Percebi, ao ditar alguns temas nas primeiras aulas deste ano, para as turmas que iniciavam o 2º grau que, ou eu estava perdendo a dicção (seria um AVC em plena aula?) ou meus alunos eram surdos. Fiquei um tanto assustado com ambos fatos. Na altura de segunda semana de aulas, eu constatei que: não perdera a dicção (e não tivera um AVC… ufa!) e que meus alunos não são surdos. Na verdade, a maioria não conhece as palavras, o que é muito pior!

Passei a observar os diálogos deles, não apenas ao se dirigirem a mim, mas também, quando se dirigem uns aos outros. Infelizmente, o universo vernacular deles é limitadíssimo. Coisa do tipo:

– E, aí? Tá ligado na parada?

– Sinistro…

E termina a conversa.

Ao mesmo tempo, as músicas que ouvem – o tal estilo “proibidão” – ou funk com três ou quatro frases em que a concordância apanha mais que boi fujão e as rimas(?) que sempre terminam em “ão” ou “inho”, para poder juntar escatologia com descrição de uma cena de sexo, por sinal, de péssima qualidade literário-musical e sexual. Se nem ao menos é possível descrever uma coisa prazerosa com qualidade, imagine o uso da Língua Portuguesa no cotidiano? Disso podemos observar dois fatos gritantes, a saber: 1 – a leitura é inexistente em qualquer nível; 2 – Não ouvem frases bem construídas ou palavras que enriqueçam em qualidade e quantidade os seus diálogos e, consequentemente, a escrita.

Comecei a me policiar para não usar palavras que fujam muito desse “mundo”, sem, porém, perder a qualidade. Penso que estarei, assim, contribuindo para que enriqueçam o vocabulário.

Por qual motivo citei música e desconhecimento do vocabulário? Simples: As letras das músicas, apesar de algumas licenças poéticas, são excelentes fontes de aquisição de vocabulário e, também, uma forma de aprender a usar as palavras, construir frases, pensamentos e, enfim, comunicar uma ou várias idéias.

Imagine, portanto, uma versão atual, sendo vertida para o “vasto” universo vocabular dos nossos estudantes, para “Sinal fechado”, do Paulinho da Viola e “Amigo é pra essas coisas”, do Silvio Silva Jr. e Aldir Blanc, que são crônicas, ou diálogos musicados, em que os interlocutores falam sobre suas vidas, cotidiano e perspectivas.  Vejamos como ficariam:

– E aí?
– Sinistro…

Triste, não?

Mas, para a nossa alegria, abaixo estão as músicas com suas respectivas letras.

Amigo é para essas coisas

mpb4

Composição: Silvio Silva Júnior/Aldir Blanc

 

– Salve!
– Como é que vai?
– Amigo, há quanto tempo!
– Um ano ou mais…
– Posso sentar um pouco?
– Faça o favor
– A vida é um dilema
– Nem sempre vale a pena…
– Pô…
– O que é que há?
– Rosa acabou comigo
– Meu Deus, por quê?
– Nem Deus sabe o motivo.
– Deus é bom!
– Mas não foi bom pra mim…
– Todo amor um dia chega ao fim.
– Triste.
– É sempre assim…
– Eu desejava um trago.
– Garçom, mais dois!
– Não sei quando eu lhe pago.
– Se vê depois.
– Estou desempregado.
– Você está mais velho..
– É…
– Vida ruim…
– Você está bem disposto.
– Também sofri.
– Mas não se vê no rosto.
– Pode ser…
– Você foi mais feliz.
– Dei mais sorte com a Beatriz!
– Pois é…
– Pra frente é que se anda.
– Você se lembra dela?
– Não..
– Lhe apresentei!
– Minha memória é fogo!
– E o l´argent?
– Defendo algum no jogo.
– E amanhã?
– Que bom se eu morresse!
– Pra quê, rapaz?
– Talvez Rosa sofresse.
– Vá atrás!
– Na morte a gente esquece.
– Mas no amor agente fica em paz.
– Adeus…
– Toma mais um!
– Já amolei bastante.
– De jeito algum!
– Muito obrigado, amigo.
– Não tem de quê.
– Por você ter me ouvido.
– Amigo é prá essas coisas.
– Tá…
– Tome um cabral!
– Sua amizade basta.
– Pode faltar.
– O apreço não tem preço, eu vivo ao Deus dará.

Sinal fechado

Paulinho da Viola

Composição: Paulinho da Viola

 

– Olá, como vai ?
– Eu vou indo e você, tudo bem ?
– Tudo bem eu vou indo correndo pegar meu lugar no futuro, e você ?
– Tudo bem, eu vou indo em busca de um sono tranquilo, quem sabe …
– Quanto tempo… pois é…
– Quanto tempo…
– Me perdoe a pressa, é a alma dos nossos negócios…
– Oh! Não tem de quê…
– Eu também só ando a cem…
– Quando é que você telefona ? Precisamos nos ver por aí.
– Pra semana, prometo talvez nos vejamos. Quem sabe ?
– Quanto tempo… pois é… (pois é… quanto tempo…)
– Tanta coisa que eu tinha a dizer, mas eu sumi na poeira das ruas.
– Eu também tenho algo a dizer, mas me foge a lembrança.
– Por favor, telefone, eu preciso beber alguma coisa, rapidamente.
– Pra semana.
– O sinal …
– Eu espero você.
– Vai abrir…
– Por favor, não esqueça.
– Adeus…

Anúncios

4 comentários sobre “Música ruim e a surdez cultural

  1. Genial… E sinistra perspectiva…

    Eu lembro que com Ária de Opereta + Google eu aprendi o que cada referência da riquíssima música de Aldir e Guinga representava. O Aldir viajou em várias óperas, pôs tudo na letra. Eu não teria tempo suficiente pra entender aquelas obras por mim mesmo por pelo menos uns 15 anos. Só a síntese musical pôde me explicar um caminhão de cultura desse, mesmo assim muito superficialmente. Mas já bateu sede de assisti-las, “tá ligado”? 🙂

    Curtir

  2. Pois , Rodrigo.

    Eu tambm sou ligado nas coisas do Aldir Blanc. Tenho vrios discos com suas msicas e seus livros. O cara um manancial de cultura inesgotvel. Andei escrevendo alguns artigos aproveitando suas msicas e me diverti bastante fazendo isso.

    Valeu, mano! 🙂

    Curtir

  3. É…
    Tempos modernos e suas nuances.. que já ném são nuances. Estão virando fatos do dia a dia.
    É triste ouvir certas coisas… principalmente quando você não quer.
    Enfim…
    A vida segue, os costumes mudam. Mas o que não poderia acontecer é este mal gosto extremo que cai sobre nós.
    “Pra terminar, quem vai colar… os tais caquinhos do velho mundo…”

    Abração meu velho!

    Neo
    twitter.com/todosossentidos

    Curtir

  4. S- E- N -S -A- C- I- O- N -A -L !!!!!!!
    Adorei seu comentario e os vídeos, maravilhos,
    e assino em baixo, se me permitir,,rss.
    Pouco venho aqui, mas quando venho fico a me deliciar com seus escritos. Você ´10.000!!!!
    Parabéns querido.
    Que seu final de semana seja radiante,
    ta ligado?!,,rsss (brincaderinha,,rss)…
    Beijos!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s