Será o fim das livrarias?

A máquina que amedronta as livrarias. Já estão dizendo que é a maior revolução desde Gutenberg e não se trata de um leitor eletrônico para e-books.

Acaba de ser lançada a Espresso Book Machine (EBM), que ao que tudo indica está um passo além das copiadoras, que tanto atormentam as livrarias, principalmente as que escolheram os campi universitários para vender livros.

A máquina é capaz de imprimir e encadernar razoavelmente um livro de, aproximadamente, 400 páginas em 20 minutos. Aos preços atuais, o custo desse livro seria R$ 24,20 ou £ 9.00, de acordo com o artigo The decline and fall of books, do Times Online, de 7 de maio de 2009.

Dizem que estão disponíveis cerca de 400 mil títulos e, enquanto você toma um café, a máquina imprime o livro que você, por exemplo, não encontrou em livraria alguma por estar esgotado.

Agora, imagine, o que os livreiros do mundo inteiro estão chiando. Você pode ser o feliz proprietário de um Kindle ou o Sony Reader Digital Book, ou, quem sabe, um telefone cuja tela permita uma leitura confortável nem precisar sair de casa para comprar aquele livro? Basta conectar e baixar quantos livros desejar e a preços bem mais em conta do que as edições em papel. E os autores como ficam nessa história? Imagino que alguns poucos estejam radiantes, em especial, os que costumam emplacar seus livros na lista de Best-Sellers mundo afora. Entretanto, os autores medianos ou aqueles que buscam um lugar ao Sol no mundo literário podem amargar ou não, o não carregamento de suas obras.

Veja um vídeo comparativo entre o aparelho da Amazon e o da Sony, numa produção do blog Digital Drops.

Por outro lado, este meio eletrônico talvez seja a saída para esses autores que, assim, terão uma maior visibilidade, pois, afinal, seus (s) livro (s) estará disponível em qualquer lugar e a qualquer momento. Vamos imaginar uma conversa na mesa de um bar. Aí, você fala para seus amigos que leu um livro assim ou assado e que gostou muito. Se algum – ou todos – tiverem seus leitores eletrônicos, quem sabe, não baixem o livro para que possam confabular a respeito? As possibilidades são enormes, não?

Anúncios

2 comentários sobre “Será o fim das livrarias?

  1. Não gostei dessa máquina não.. feia.. palhaça..rs

    Sou convencial.. e tradição..

    O último parágrafo do seu texto é surreal…aquela de mesa de bar…se eu falar para metades dos meus amigos em uma mesa de bar sobre livros.. eles não vão gostar muito.. em geral.. acho que as pessoas.. não gostam de falar muito de livro… eu adoro… não sei.. talvez por causa da bebiba… ah….. vc entendeu..rss

    bjsss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s