Os olhos não mentem

Nosso cérebro extrai importantes informações no reconhecimento de uma face, principalmente dos olhos.

“Olhos nos olhos quero ver o que você diz”. É assim que está numa canção do Chico Buarque de Hollanda, quando uma mulher que foi deixada pelo homem que amava o recebe de volta. O que a letra da música está dizendo é que não há como mentir quando a conversa é "olhos nos olhos", quer dizer, os olhos e as expressões faciais nem sempre estão de acordo com as palavras que são proferidas.

Two Eyeballs Shaking Hands © Images.com/Corbis

Este é o tema de um estudo feito por cientistas da Universidade de Barcelona que prova como o cérebro humano reconhece e extrai informações, em primeiro lugar, dos olhos do interlocutor e, em seguida da boca e do nariz. Resumindo: a sua face é a maior responsável pela afirmação de uma verdade ou de uma mentira. Portanto, não adianta falar que estava assim quando, na verdade, estava assado. Os cientistas chegaram a este resultado após o estudo 868 rostos masculinos e 868 rostos femininos. Entendeu agora por qual motivo Collodi, o escritor italiano, deu o nome de Pinóquio ao boneco feito de madeira e que, ao mentir, seu nariz crescia? Sabe por qual motivo os bonecos dos quadrinhos japoneses conhecidos como mangás têm aqueles olhos enormes, desproporcionais ao conjunto? É para expressar melhor as emoções e nos fazer compreender qual mensagem querem nos passar.

Anime Girl by Tristan Eaton © Thunderdog Collective/Corbis O que podemos, então, inferir é que "olhos de cigana oblíqua e dissimulada" ou "olhos de ressaca" de Capitu já diziam tudo? Ou seria uma sandice de Bentinho que via fantasmas por todos os lados? Ou será que, talvez, ela fosse a tigresa de unhas negras e íris cor de mel? Também temos “aquellos ojos verdes”, e os tais “ojos negros/piel canela” dos boleros. Talvez seja possível aplicar  “Este seu olhar quando encontra o meu/Fala de umas coisas que eu não posso acreditar”, que está em uma composição do Tom Jobim. E quando alguém afirma que só tem olhos para você, será que se pode ter certeza que é verdade?

Anúncios

Um comentário sobre “Os olhos não mentem

  1. Oi Jorge! Perfeito, sempre gosto de olhar nos olhos das pessoas, e geralmente não me engano. Hoje trabalho em uma atividade em que tenho que me utilizar desta ”técnica” para sentir se o que me dizem é verdade ou mentira. Bjs!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s