Pin-ups gordinhas

Conheça o trabalho do ilustrador Arthur Des Pins, que criou pin-ups (sem trocadilho) retratando mulheres que chamamos de cheinhas ou gordinhas.

R-Rils-drugstore-prev₢ Arthur Des PinsImagem ₢ Arthur Des Pins
Clique sobre a ilustração para ver as imagens

São várias séries de imagens, não apenas sobre o tema do artigo, mas o que eu queria mostrar mesmo são as ilustrações que ele criou para o catálogo da La Musardine, uma livraria parisiense especializada em literatura erótica. O traço do Arthur Des Pins – veja o site -  é muito bom e as personagens femininas são extremamente sensuais. São do tipo cheinhas, com as curvas bem delineadas e o olhos são penetrantes. O corpo lembra um violão.

Fiquei até agora, cerca de uma hora e tanto vendo as ilustrações e também filmes de animação, sendo que dois deles estão disponíveis no Youtube. O primeiro é uma história muito engraçada. Um rapaz chamado Gerald, um dia acorda e viu que se transformou em Geraldine. O outro vídeo é La Revolution des Crabes (A Revolução dos Caranguejos), em preto e branco, mas muito bem bolado. Você também pode ver esses e outros filmes direto no site dele, desde que tenha o Quick Time instalado.

Eu estava navegando tal qual garrafa de náufrago, quando encontrei o blog Headwires, que apesar do nome é escrito em Português, e vi que havia uma mensagem sobre ilustrações e uma ilustração desse artista. Por este motivo fui procurar seu site e escrevi este artigo.

Sobre o assunto “mulheres cheinhas”, dê uma lida no artigo Mulher Gorda: uma visão histórico-antropológica bem-humorada, aqui no Recanto das Palavras, no qual explico a predileção do brasileiro pelas mulheres que possuem formas generosas.

Anúncios

3 comentários sobre “Pin-ups gordinhas

  1. Olá, Jorge Alberto!

    “O traço do Arthur Des Pins – veja o site – é muito bom e as personagens femininas são extremamente sensuais. São do tipo cheinhas, com as curvas bem delineadas e o olhos são penetrantes. O corpo lembra um violão.”

    Já conhecia o trabalho do ilustrador Des Pins, e foi legal ler sua “análise” acerca das características das ilustrações, pois, de fato, o tema com o qual Des Pins trabalha é deveras polêmico.

    Muitos dizem que o consumismo é o principal fundamentalismo do século XXI, mas o estereótipo de padrão físico é tão penetrante, digamos assim, que eu não saberia dizer qual ideologia seria dignamente conceituada como “epidemia”.

    Mais uma vez digo que aprecio sua atitude de disponibilizar links, vídeos e outros para enriquecer nosso acervo digital. O conhecimento é sempre bem vindo.
    Conheci as ilustrações de Des Pins em 2007, se não me falha a memória, atráves de uma pequena entrevista realizada pela Revista Ilustrar; uma revista gratuita e de excelente conteúdo.

    http://www.revistailustrar.com/download.html
    Até.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s