As aparências enganam aos que odeiam, aos que amam

"Por que o amor e ódio se irmanam na fogueira das paixões". Com estes versos eu me lembrei do fato de que, não apenas em questões de amor que a fogueira das paixões é algo que permeia nossas existências, como a parte da letra da música As Aparências Enganam, do Tunai e Sergio Natureza, citada no título deste artigo, que você pode ver/ouvir na interpretação da Elis Regina. Uma nova janela abrirá e você poderá continuar a leitura do artigo.

Em todos os lugares e em todos os momentos, ou somos acometidos dessa flama ou as outras pessoas nos incendeiam com todo tipo de sentimento que geralmente tendem para a inveja ou escárnio; algumas das vezes em maléfica união. Não era bem sobre isso que eu gostaria de falar. Não estamos aqui para ficar falando de bonequinhos de vodu ou bocas de sapo, certo?

Eu fico pensando sobre o fato de termos que aparentar seriedade. Ninguém leva a sério quem não faz cara de compenetrado, mesmo que seja uma cara mentirosa. Você precisa desempenhar vários papéis durante o dia. Precisa mostrar para seus superiores que, fazendo aquela cara falsa, você contribuirá decisivamente para que tudo corra bem. Imagino que, ao chegar em casa, faz igual aqueles que encolhem a barriga quando querem impressionar uma mulher bonita que passa. Solta a respiração e o panículo adiposo volta ao estado normal.

Emmett Kelly by Loren MacIver  © Burstein Collection/CORBIS

É isso que acho estranho. Todos têm que parecer ser sérios, como Calpúrnia que, por ser mulher de César, o imperador romano, precisava aparentar seriedade. Já se perguntou quantos atores que são comediantes ganharam o Oscar? Nenhum! Agora, aqueles que levam platéias às lágrimas ou aparentam seriedade, são sempre os vencedores.
O que seria do mundo se todos fossem realmente sérios e não existisse a sátira? A sátira,  essa milenar arte de falar da realidade através do bom-humor que pode ser ferino ou inocente; porém, jamais a favor de quem é satirizado. Esta é apenas uma das formas de se utilizar o humor. O fato de ser bem-humorado ou sempre ver o lado engraçado e lúdico das coisas, ao que parece, não é o indicado para seguir. Sabemos que tudo que é demais enjoa. O grande dilema é saber ter o equilíbrio entre ser, ou aparentar, sério e ter sempre bom-humor.

Nós, seres humanos, somos os únicos animais que desenvolveram o riso como forma de comunicação. Não se vê leões, cavalos ou galinhas sorrindo, mesmo que exista um livro do Stephen J. Gould, chamado o O Sorriso do Flamingo (risos). Tudo em nós é um conflito entre o certo e o errado, entre o bem e o mal, mais ou menos como na música do The Clash… Should I Stay or Should I Go. Nunca sabemos ao certo se devemos ir ou ficar. Mas, então, como reagir ao dito popular "Se correr o bicho pega. Se ficar o bicho come"? Acredito que se deva correr um pouco. Parar e olhar pra trás. Se o bicho continuar a nos perseguir, devemos correr mais um pouco até que o danado se canse. Aí podemos ficar parados.

Imaginem, então, sabendo que todos temos uma metade boa e uma metade não tão boa, os conflitos que temos interiormente? Como manter o equilíbrio? Ítalo Calvino em O Visconde Partido ao Meio, nos conta a história do visconde Medardo di Terralba. Todos falam da singularidade humana, mas quando Medardo di Terralba é partido ao meio por uma bala de canhão e as suas metades, uma boa e outra má passam a vagar pela terra praticando atos extremados de bondade ou de vilania. A conclusão que podemos ter é: Não se pode ser mau demais nem bom em demasia. Ambos se tornam chatíssimos e o ideal é o que temos em nós, o equilíbrio entre a bondade e a maldade.

Em resumo: Na maioria das vezes temos que aparentar mesmo ser sérios. Chato pra caramba, em minha opinião.

No blog O Poema Nosso de Cada Dia, você encontra um poema bacana sobre o equilíbrio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s