12 vampiros e vampiras pop e 3 vampiros cult

Desde que Bram Stoker deu vida ao personagem Conde Drácula, que o imaginário ocidental busca os antecedentes de seres que se alimentavam com sangue e vagavam à noite em busca de suas vítimas. A simbologia que envolve esse personagem é tamanha que há até um certo ar erótico-sedutor, devido a promessa da eternidade.

dracula_bramstocker_garyoldman

Para que surgissem variações sobre o tema durante o século XX não demorou muito, visto que esse tipo de personagem é um campo aberto, que pode ser arado ao bel-prazer de escritores, roteiristas e diretores de cinema, desde os tempos do cinema mudo. É impossível que alguém não pense no mais vampiresco de todos os atores, Christopher Lee, que interpretou diversas vezes o conde hematófago nas produções (toscas) da Hammer, uma produtora inglesa que se especializou em filmes B. A figura do conde assumiu diversos contornos, surgindo até um personagem da Vila Sésamo (no Brasil), o Conde Von Count, que tem verdadeira loucura por números.

Lógicamente que também há as vampiras, por sinal deliciosas, como Kate Beckinsale, que interpretou Selene, uma vampira (do bem) nos filmes Underworld (Anjos da Noite) e Underworld Evolution (Anjos da Noite – A evolução). Antes, em outro filme, ela já havia representada uma fantasma pra lá de deliciosa no filme Haunted (Ilusões Perigosas). Salma Hayek, escultural, interpreta a vampira Santanico Pandemonium no filme From Dusk Till Dawn (Um Drink no Inferno). Veja o vídeo de Salma Hayek.

Duvido que algum marmanjo recusasse uma mordida no pescoço de uma das duas vampiras citadas. Isto sem esquecer a vampira Miriam Blaylock, interpretada por Catherine Deneuve, no filme The Hunger (Fome de Viver), em que seduz, beija e vampiriza a personagem interpretada por Susan Sarandon. Veja o vídeo no Youtube.

Houve uma época, fins dos anos 1960 e início dos anos 1970, em que produtoras de cinema e TV criadas por negros norte-americanos buscavam, através da ação afirmativa, também um espaço para seus atores e atrizes em produções voltadas para o público afro-americano; portanto, surgiram diversas produções como Blackstein e Blacula, um conde Drácula afro-americano, interpretado pelo ator William Marshall. Assista ao vídeo no Youtube.

Talvez, o vampiro mais conhecido da atualiadade seja Lestate, muito disso se deve ao filme Interview With a Vampire (Entrevista com um vampiro), baseado no livro homônimo e interpretado por Tom Cruise, tendo Brad Pitt como seu companheiro que foi vampirizado.

A lista que é apresentada, que vai de Nosferatu a Drácula faz parte de um slide que está no site do Entertniment Weekly, denominada 12 Great pop-culture vampires

Vampiros Pop

EDWARD CULLEN (Robert Pattinson) – Twilight
SELENE (Kate Beckinsale) – Underworld (2003) and Underworld: Evolution (2006)
SANTANICO PANDEMONIUM (Salma Hayek) – From Dusk Till Dawn (1996)
BLACULA (William Marshall) – Blacula (1972)
DAVID (Kiefer Sutherland) – The Lost Boys (1987)
COUNT VON COUNT (Jerry Nelson) – Sesame Street
BARNABAS COLLINS (Jonathan Frid) – Dark Shadows (1967-1971)
MIRIAM BLAYLOCK (Catherine Deneuve) – The Hunger (1983)
LESTAT DE LIONCOURT (Tom Cruise) – Interview With a Vampire (1994)
ANGEL/ANGELUS (David Boreanaz) – Buffy the Vampire Slayer (1997-2003) and Angel (1999-2004)
COUNT GRAF ORLOK (Max Schreck) – Nosferatu (1922)
DRACULA (Gary Oldman) – Bram Stoker’s Dracula (1992)

Vampiros Cult

belalugosi

Da lista apresentada pelo site não constam cowboys vampiros, como já houve filme tendo o conde no velho oeste, assim como omite Christopher Lee, Béla Lugosi (acima), o ator que deu o formato à figura do conde – capa, costeletas, caninos pontiagudos, cabelo penteado para trás e a pontinha de cabelo formando um triângulo na testa -. Também há aquele vampiro esquisitão, Herbert Von Krolock, que só andava com camisas cheias de babados tinha preferência por pescoços masculinos, filho do conde Krolock, interpretado por Iain Quarrier, no filme A Dança dos Vampiros, uma comédia dirigida por Roman Polanski. Todos podem ser considerados vampiros cult.

Anúncios

Um comentário sobre “12 vampiros e vampiras pop e 3 vampiros cult

  1. Assim como o Graf Orlok, interpretado por Max Schreck em Nosferatu, podemos também homenagear a maravilhosa releitura do personagem feita por Willem Dafoe em A Sombra do Vampiro.

    Na verdade existem tantos filme de vampiro por ai, que com certeza faríamos uma lista com mais de 50 nomes.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s