Os 10 Mandamentos para blogs religiosos

Os líderes religiosos da Inglaterra, que como sabemos é um país protestante (Igreja Anglicana), cuja presença como metrópole na Irlanda gera conflitos armados com os católicos irlandeses, estão bastante alarmados com a acidez despejada diante de weblogs religiosos que estabeleceram dez mandamentos virtuais para blogueiros com forte tendência religiosa. Por aqui, na Terra Brasilis, os evangélicos e demais correntes pentecostais afirmam que o Diabo são os outros¹ e ficam a criticar quem não se encaixa em sua autodenominação “Cristão”, se apossando da nomenclatura que engloba todas as correntes religiosas originadas das palavras do Joshua, aquele guri judeu², que entre os 12 e os 30 anos ninguém soube o que ele fez ³. Vejamos, então, os dez mandamentos para blogs religiosos.

1. Você não deve colocar o seu blog antes de sua integridade.
2. Você não deve fazer de seu blog um ídolo.
3. Não usará outros nomes para cometer pecados.
4. Guardar o sábado, tirando um dia para não blogar.
5. Honrar os seus colegas blogueiros e não dar importância indevida aos seus erros.
6. Não matará a honra alheia, nem a reputação ou sentimentos.
7. Você não deve usar a web para permitir ou cometer adultério, nem em pensamento.
8. Não furtará o conteúdo de outros blogs.
9. Não escreverá falso testemunho contra o seu colega blogueiro.
10. Você não deve cobiçar o blog ranking do vizinho. Contente-se com seu próprio conteúdo.

Os mandamentos, baseados nos entregues por Deus a Moisés no topo do Monte Sinai, foram elaboradas em uma “Godblogs”, conferência sobre blogs religiosos em Kennington, sudeste Londres.

Cada vez mais os líderes religiosos se preocupam com os conteúdos difamatórios e corrosivos de alguns blogs não religiosos e também dos blogs religiosos, sendo que, principalmente, os blogs cristãos (no caso do Brasil, os evangélicos) são os que geram uma maior quantidade de comentários contrários. Segundo esses mesmos líderes religiosos, os mandamentos virtuais são uma forma de manter vínculo com os Dez Mandamentos originais e ainda completam com o seguinte pensamento: “A Internet é apenas o último passo na evolução da comunicação humana – e assim como qualquer outro novo meio, ele nos apresenta grandes oportunidades, bem como desafios”.

Moisés nunca teve que lidar com consultoria de Tecnologia da Informação, é claro.

Veja Mel Brooks interpretando Moisés ao receber os mandamentos, no filme “História do Mundo – parte 1”

¹ Conceito aproveitado de uma frase de Sartre: “O inferno são os outros”.
² Acredite. Há quem pense que Joshua não era judeu.
³ Engraçado como ninguém conta a história desses 18 anos. Por qual motivo será?

* Esse artigo foi inspirado a partir da leitura da matéria Thou shalt not upload: religious leaders draw up Ten Blogging Commandments, de Ruth Glendhill, correspondente de religião e responsável pelos Artigos de Fé, do The Times, e que nunca são atualizados aos sábados. Ela guarda o Sabbath.

Anúncios

7 comentários sobre “Os 10 Mandamentos para blogs religiosos

  1. tinha visto os 10 mandamentos de blogs religiosos pelo navegador de tags, mas de uma forma não tao bem apresentada.

    outro tema “cabuloso” é o tal do fanatismo religioso… mas deixarei maiores comentários pra depois, por enquanto vou me limitar a apreciar a foto de Moisés com o monitor…

    uhahuahuauhauhahuauha muito bom. :~~ e é um Samsung, igual ao meu… ;XXXXXXXXX

    Curtir

  2. “Creio” ser impossível a blogsfera ficar de fora deste furor evangélico que vemos hoje em dia. Muito bom este espaço aqui! Abraço.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s