Quer ser um grande escritor ou um gênio? Tenha gota!

James Gillray, Gout cartoon

Pelo menos é o que afirma o articulista e escritor Geoff Nicholson,  no NY Times Book Review, ao informar que foi diagnosticado que ele sofre de gota. E, por esse motivo, de acordo com suas pesquisas, encontrou uma afirmação jocosa, é claro, e uma lista de gênios e outros nem tanto, mas importantes por suas posições na sociedade e história da humanidade que sofriam de gota. Vamos a ela:

Benjamin Disraeli
Benjamin Franklin
Galileu
Henry James
Karl Marx
Leonardo da Vinci
Martin Lutero
Oliver Cromwell
Theodore Roosevelt
Thomas Jefferson

Ainda para corroborar a afirmativa, o escritor inglês Havelock Ellis, em seu livro de 1926, A Study of British Genius, concluiu o seguinte:

“Ocorre com tanta freqüência, de forma extremada e nos homens de proeminente capacidade intelectual, que é impossível deixar de considerá-la [gota] como tendo uma verdadeira associação com essa capacidade”.

Joseph Conrad, o grande escritor, que também sofria dessa doença, declarou que a gota é capaz de “exterminar todos os brutos”. Ele contraiu um tipo de gota que foi considerada como “gota malária” no Congo Belga, atual República Democrática do Congo. Dizem que a famosa frase “O horror! O horror!” foi um grito de dor por causa da gota.

A gota é uma doença proveniente de uma disfunção dos rins  e o ácido úrico não excretado acumula-se nas extremidades do corpo humano, principalmente nos pés. No processo do nosso metabolismo produzimos a purina e como produto final temos o ácido úrico. Quem não tem gota, excreta normalmente esse produto através da urina. Isso praticamente só acontece aos primatas. Seria uma falha da Evolução?

Até poema sobre a gota eu encontrei. Chama-se, Carta a um amigo que sofre da “Gota” , escrito por Marilda Confortin, e se encontra no blog Palavras, Todas Palavras.

Também há relação da gota com o alcoolismo. Alguns alcoólatras podem vir a ter gota, e por seu caminhar característico, que além de cambaleante quase não tocam um dos pés no chão devido a extrema dor causada por esta doença, passaram a receber a alcunha de “pé inchado”.

Os antigos egípcios já pensavam em formas de tratamento e Galeno a denominava “a doença da imobilidade”.

Leia em Inglês o artigo, My Literary Malady, de Geoff Nicholson, no New York Times Sunday Book Review

A imagem que ilustra este artigo foi criada pelo cartunista James Gillray, que viveu entre o final do século 18 e início do século 19, e se encontra no artigo Uric Acid (Purine problems), do Science Blogs.

Anúncios

13 comentários sobre “Quer ser um grande escritor ou um gênio? Tenha gota!

  1. Eu tenho esse problema e adoro escrever. Será? Vou começar a escrever meu livro hoje mesmo.

    Curtir

  2. Coincidências acontecem. Aliás pode ser que todos eles tenham apresentado os mesmos problemas devido às horas dedicadas ao estudo ou a escrita.

    Mas continuo acreditando que é apenas uma coincidência.

    by [|-Dario-|]

    Curtir

  3. Poderíamos inferir então que todo depressivo se torna músico erudito? Logicamente que não há sustentação causal entre afecções e genialidade. Porém, há muitas pessoas que pagariam bem mais do que isto para ter dinheiro.
    Vejo que quem escreveu este post é um ótimo escritor. Por acaso você tem gota?

    Curtir

  4. O motivo de eu estar deixando esse comentário, é pelo fato de não conseguir dormir, devido a uma crise de gota, e, pesquisando sobre o assunto cheguei até aqui. Mas, interessante esse artigo. Curiosamente, também gosto de escrever. Mas prefiro pensar que seja só coincidência mesmo.
    Abraços.

    Curtir

  5. Eglitz,

    Antes de tudo desejo que essa crise de gota passe logo. Tenho um amigo que sofre do problema e me fala das agruras relativas a isso.

    Sim, só pode ser uma grande coincidência que alguns autores sofram de gota.

    Um grande abraço e obrigado pela visita.

    Curtir

  6. Caro amigo, diz um ditado que a dor ensina a gemer.
    então faz-se de um limão uma limonada, isto é: temos de tirar proveito de nossa própria situação.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s