Nova Mordaça na Internet: Suécia aprova lei bisbilhoteira

Há algum tempo escrevi um post intitulado “Aumentam as mordaças na Internet”, sobre os citados apetrechos censores que começaram a colocar nas comunicações eletrônicas, principalmente na comunicação via Internet e, segundo os dados recolhidos, isto acontecia em países de regime político totalitário e em teocracias.

Isto parecia ser algo que aconteceria apenas neste tipo de situação. O que assusta, agora, de acordo com a matéria que saiu na BBC Brasil, a Suécia, um país democrático e avançado no campo sócio-econômico aprovou uma lei que dá poderes ao Estado para rastrear e-mails, faxes e ligações telefônicas. O que isto significa? Que em breve boa parte dos países poderão vir a adotar medidas parecidas ou até mesmo mais draconianas no sentido de vigiar a vida das pessoas comuns.

O Parlamento sueco aprovou, na quarta-feira, uma lei controversa que permite às autoridades grampear ligações telefônicas e interceptar emails e faxes.

Tudo isto se deve ao fato de grupos terroristas e loucos em geral, ainda de acordo com o pensamento daqueles que votaram a lei, usarem estes meios de comunicação para combinar suas atrocidades e crimes. Quem sofrerá com tudo isso? Todos nós, é claro!

Portanto, tratemos de nos acostumar com esta nova onda de bisbilhotagem e cerceamento das liberdades individuais. Por muito menos, no auge da Inquisição, qualquer um poderia acusar o outro de praticar bruxaria e daí a virar churrasco nas fogueiras era um piscar de olhos.

Rapidamente caminhamos para algo com o Farenheit 451, Gataca e o Admirável Mundo Novo. Pois de 1984 nós já temos provas e mais provas de sua atualidade, mesmo que este livro tenha sido escrito em 1948, quando Orwell criou o personangem Big Brother.

* Foto que ilustra o artigo – Clampdown © Al Francekevich/CORBIS

Anúncios

4 comentários sobre “Nova Mordaça na Internet: Suécia aprova lei bisbilhoteira

  1. Um absurdo!
    Isso só mostra que o desejo de controlar a papulação está incutido em todo governo, não só nos mais totalitários.

    Beijos

    Curtir

  2. “Saímos perdendo…
    Saímos ganhando…
    Levaram o ouro e nos deixaram ouro…
    Levaram tudo e nos deixaram tudo…
    Deixaram-nos as palavras…”

    Grande Neruda! Pobre Neruda!…

    O futuro, ao que parece, é nascer mudo e morrer calado. Bjs e inté!

    Curtir

  3. Olá!
    Eu acho que a justificativa de segurança para o recrudescimento dos controles a Internet, por países que fogem ao clichê de “não democráticos” é um mero pretexto para cercear, senão eliminar, a privacidade das pessoas e controlar o vai e vêm das idéias e os corações e mentes de cada vez mais gente que descobriu na Internet uma forma de “voar”.
    Existem estudos “sérios” nos EUA, por exemplo, o maior “arauto da democracia”, com respaldo de setores dos meios acadêmicos e científicos para controlar de fato, o conteúdo que rola na rede. A segurança é um mero pretexto muito mal articulado, como o foi a invasão do Iraque. Disseminando um estado terrorista, por um Estado que se fez terrorista, embora seja uma democracia interna.
    Todo Estado, não importa o regime que diga adotar que invade a privacidade de seus cidadãos tão arbitrariamente, e que “queime livros” é fascista mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s