Aumentam as mordaças na Internet

“Posso não concordar com nada do que você diz, mas lutarei até a morte pelo seu direito de dizê-lo”.

Esta frase atribuida a Voltaire é a síntese da liberdade humana de expressão e ao que parece, segundo o artigo que saiu hoje no Estadão, alguns governos vêm tentando bloquear ou já bloqueiam o acesso de seus cidadãos à Internet. Fico imaginando o que seria de nós, macacos falantes e escrevedores, se não pudéssemos expressar nossos pensamentos, opiniões e idéias tanto de forma falada como escrita. Certamente ainda estaríamos sobre as árvores e temendo sermos devorados por felinos predadores. Há governos que sentem uma necessidade enorme em estarem na posição de algum Felix Leo para cortarem a jugular das vítimas com uma enorme mordida.

Não há como impedir que tenhamos este direito. Sim, sabemos que há pessoas que se escondem para praticar atos ilegais, como os pedófilos. Entretanto, também podemos fazer da Internet um canal de divulgação de combate a esta maluquice. O bloqueio, mesmo que parcial, faz suscitar lembranças dos períodos mais desinteressantes da história da humanidade como a Inquisição e suas práticas, por exemplo. Pelo visto, estes governos que são ídolos com pés de barro, pois se sustentam através do cerceamento e do encarceramento de idéias, tem verdadeiro pavor da liberdade de expressão. Assim, já inauguraram um enorme index, tal como fazia a Igreja Católica quando desejava censurar obras literárias.

Na maioria dos países, os provedores de acesso recebem uma lista do governo com os sites que precisam ser bloqueados

A força desta truculência é medida tendo por base como esta mesma truculência pode ser driblada. Aqui no Brasil, talvez por termos passado por um período em que houve uma ensandecida censura, tenhamos conseguido chegar a um nível razoável de entendimento do que é a liberdade de expressão e, por este motivo consigamos ter a seguinte avaliação feita pelo instituto Freedom of the Press: “Não há restrições à internet (no Brasil)”. Isto foi dito mesmo que saibamos que alguns desavisados ou temerosos insistam em utilizar ações penais para bloquear este ou aquele site, como no recente caso de um possível bloqueio ao WordPress.

Ainda segundo a matéria, os países, em especial, os que mantém governos totalitários tanto de ordem política quanto religiosa estão em níveis de bloqueio que, infelizmente só tendem a aumentar. Vejamos como isto está disposto, de acordo com os dados coletados no texto do artigo Crescem as ameaças à liberdade na Internet, do jornalista Renato Cruz, que saiu hoje no Estado de São Paulo:

– Até 2002 apenas dois países mantinham algum tipo de bloqueio.

– Hoje são 24 países.

Em relação ao Continente Americano, é afirmado que há pouca ou quase nenhuma restrição. O único caso de bloqueio total é Cuba, mesmo que hoje já exista acesso à Internet. A maior dificuldade é comprar um computador.

Na Ásia há os dois extremos, a saber:

– Japão, Coréia do Sul e Taiwan não restringem.

– Coréia do Norte, Vietnã, Mianmar e China restringem.

Nestes países, em especial a Coréia do Sul e Vietnã, o bloqueio é feito para impedir o acesso de crianças a sites pornográficos. Deslavada hipocrisia, pois o que realmente bloqueiam são os conteúdos políticos e a pornografia nem de perto é incomodada.

Prende-se jornalistas por conta de seus textos na Internet no país que sedia em 2008 os Jogos Olímpicos. Um absurdo!

Pra finalizar,o faço com uma frase de um dos grandes gênios da humanidade e que teve suas idéias censuradas pelos poderosos…

Eppur si muove.

Anúncios

5 comentários sobre “Aumentam as mordaças na Internet

  1. Eu realmente não entendo estas medidas. Os governos preferem proibir a sua população(sendo muitas vezes conveniente para eles, afinal uma população sem informação é uma “população cordeirinho”) do que realmente enfrentar os problemas que vem junto com a rede. Não seria mais fácil que a comunidade mundial se reunisse e formasse um conjunto de leis para punir os “infratores”?
    Lamentável…

    beijos

    Curtir

  2. Amanda,
    O emoticon ficou bem a calhar mesmo. O WordPress tem este probleminha, digamos. Se eu digitar uma data que termine em 8 e estiver entre parênteses ficará assim: (1968), pois ele identifica o oito e o parêntese como emoticons. Isto é engraçado, mas não atrapalha.

    Este conjunto de leis existe e é válido em países em que há liberdade de expressão, e também, a população vive em regime democrático.

    O problema são essas ditaduras que temem tudo e todos que supostamente venham a insuflar a queda destes governos autoritários.

    bjs

    Curtir

  3. Quanto mais podemos ler e nos expressar, mas desenvolvidos nos tornamos, quando um país decide por boicote à liberdade de expressão e acesso a informação é por que necessita apagar o pensamento do povo para melhor controlar.
    Excelente Post.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s