Vento, a ela entregue minha vida inteira

Vento, vento, vento…
Adiantas o tempo
De ti não tenho receio
Medo tenho do relento

Vento seco
Que ainda trará a humidade.
Por ti tenho apreço
Monções recriam alimento

Vento gelado
Do pólo meridional entrega
aos trópicos o frescor.
De ti quero pressa
venha o calor

Vento quente
Calor, mormaço indolente
Corpos suados
Desejo presente

Vento, vento, vento…
Que trouxe até aqui
a derradeira flor do Lácio
Boreal que ao norte
entrega o inverno

Vento que forma as ondas
que lambem as areias das praias
Ao marujos de longo curso
ensina a Rosa dos Ventos

Vento que ajuda a empinar pipas
Carrega os pássaros de plumas
e os de metal
Vento que leva os pensamentos

Vento colhido no catavento,
Que à noite faz dançar o firmamento
Vento transforma o grão em farinha
Nos moinhos vento.

Vento que fez dragões combater altaneiro,
o fidalgo cavaleiro
E cair ao chão num instante
junto com Rocinante
Para espanto do escudeiro

Vento que bate portas,
abre porteiras.
A ela entregue
Minha vida inteira.

(J.A. – 2008)

Anúncios

4 comentários sobre “Vento, a ela entregue minha vida inteira

  1. Você consegue se superar…
    Lindo…muito lindo.
    Vale a pena visitar esse cantinho antes de dormir.:o)

    Curtir

  2. Jorge, amigo!
    Boa-Noite!

    Sua postagem me fez lembrar Érico Veríssimo e o seu ‘O Tempo e o Vento’.

    Sempre que sinto o vento soprar ou vejo/ouço a palavra, me lembro da obra.

    Também me lembro de uma deusa do panteão africano, Oyá, a deusa dos ventos e tempestades.

    Boas lembranças.
    Obrigada!
    🙂

    Curtir

  3. Oi Fátima!

    Fico contente que o artigo tenha te trazido boas lembranças. Ao mesmo tempo, também percebi que você conhece a mitologia africana, a qual não citei.
    Muito bacana.
    Grande abraço.

    Curtir

  4. Meu querido amigo

    como sempre , bom ler vc neh….
    e o vento …. ah o vento….muito poderiamos falar sobre ele…. para mim o vento, qdo acaricia meu rosto no final da tarde….me dá uma sensação incrivel de liberdade….
    ao mesmo tempo ….traz a lembrança da infância e ao mesmo tempo….nos faz abrir um sorriso em meio a multidao….enfim…
    grande abraco

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s