D.Quixote de La Mancha: uma exposição

Gustave Doré

No últimos quatro séculos, o livro D. Quixote (El ingenioso hidalgo Don Quixote de La Mancha), de Miguel de Cervantes, foi editado inúmeras vezes mundo afora. A exposição Illustrated Quixote: selections from our collections, da Brown Universty (EUA), foi uma das mais interessantes exposições comemorativas dos 400 anos de edição deste livro e trata das gravuras que ilustram as edições inglesas, francesas e espanholas entre os séculos XVIII e XIX (1725 a 1884).

Cada um dos gravuristas, artistas de renome, como Gustave Doré, fizeram uso de técnicas como xilogravura e litografia, por exemplo, para dar mais vida; o que parece impossível, e atiçar mais ainda nosso fascínio por este clássico da literatura universal. Estes artistas não fugiram aos estilos artísticos de suas épocas e, portanto, encontraremos imagens com características do Barroco, Rococó, Romantismo, Naturalismo entre outros.

As gravuras podem ser pesquisadas (e baixadas) por data de edição do livro e também pelo nome dos artistas. São acompanhadas por informações técnicas e dados sobre a edição, o artista, autor e um resumo explicativo ligando ao texto do livro.

Adelante!

Leia mais sobre D. Quixote no post O Grotesco Herói Sonhador ,que está no Verblogando.

Anúncios

4 comentários sobre “D.Quixote de La Mancha: uma exposição

  1. Que legal, Jorge! Como eu gostaria de ter o prazer em conhecer essa exposição, viu! 🙂 Mas com o pedacinho que você escreveu sobre o assunto, deu pra ter uma breve sensação.

    Dom Quixote lembra muito minha infância. Eu o admirava tanto! E ainda conservo essa paixonite. (risos)

    Há um ano, em trabalho acadêmico, fiz um ensaio sobre o capítulo VIII (Dom Quixote e Sancho Pança: o ataque aos moinhos de vento), sob o título “O grotesco herói sonhador”. Nem sei se você já leu. Caso não, dê uma “vista grossa” por lá. 😉

    Sou fã do seu blog, viu!
    Deus te abençoe!
    Abraço 😀

    Curtir

  2. Ah, meu Deus! Conferi o link do seu post.
    Fez-me sentir mergulhada nas maravilhosas páginas escritas por Cervantes. Que saudade de Dom Quixote, viu! 😉
    Linda exposição!

    Curtir

  3. Helga,

    Eu fico muito contente por saber que você tem gostado do que escrevo aqui, e mais ainda por ver que você relembra fatos bacanas de sua vida.

    Acabei de ler o post que indicou e também fiz a indicação para seu texto sobre D. Quixte.

    ps. também li o livro que você colocou na biliografia. 🙂

    Abraços.

    Curtir

  4. Jorge,

    Obrigada pela atenção e muito mais, pela consideração em indicar o meu texto. Obrigada! 😀 Sinto mui lisongeada!

    Sim… Você leu? Hum… Isso é muito bom. A responsabilidade aumentou, agora. (risos). Se você indicou, então significa que escrevi bem. 🙂

    Abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s