Descoberto o cocô humano mais antigo das Américas

Quando entramos para a faculdade de História, uma das primeiras coisas que aprendemos é que a História é uma ciência e tudo, mas absolutamente tudo deve ser considerado documento histórico, pois este é um dos pilares que dão um caráter científico a este campo do conhecimento. Sendo assim, não são apenas os documentos escritos que podem ter importância para o estudo do passado da humanidade.

Cropólito - imagem de divulgação

Agora, fico sabendo que os arqueólogos e antropólogos descobriram o mais antigo cocô humano já feito nas Américas, no estado do Oregon (EUA) [veja aqui a matéria ] o que prova a existência de seres humanos por aqui antes das datações atualmente aceitas e que foram baseadas nas descobertas do antigo sítio arqueológico localizado em Clovis (EUA).

“os testes fazem das evacuações a mais antiga evidência direta da presença humana na América. O sítio de Oregon só não é mais velho do que o de Monte Verde, no Chile, com uns 14.500 anos — as datas lá são consideradas válidas pela maioria dos especialistas, diz Gilbert, mas são indiretas, vindo de material orgânico modificado por humanos, como o carvão de fogueiras.”

Aqui no Brasil, a arqueóloga Niéde Guidon trava uma batalha, digamos, para provar que a existência de seres humanos nas Américas não pode ser um conhecimento específico de um determinado país, e comenta o seguinte:

“as teorias sobre a ocupação da América dos anos 50 eram baseadas na falta de dados. “Os dados foram surgindo, mas muitos ficaram aferrados a uma teoria sem bases. Os conhecimentos sobre a pré-história da Europa, da África, mudaram e muito. A cada ano temos novos recuos para o aparecimento do gênero Homo, para as relações genéticas entre Homo e os outros grandes primatas africanos. Somente a teoria americana sobre o povoamento da América não pode ser tocada. Em alguns artigos recentes, a submissão é tal que somente o que é feito pelos americanos pode ser considerado”, comenta a arqueóloga.”

O seu trabalho foi desenvolvide de acordo com estudos feitos na Serra da Capivara, ao sul do estado do Piauí, onde se localiza um dos mais importantes sítios arqueológicos das Américas e você pode conferir visitando o site da Fundação do Museu do Homem Americano.

As diversas teorias sobre a ocupação humana do continente americano se dividem em duas correntes iniciais, a saber: Alóctonismo, o homem seria originário de outras regiões do planeta e o Autóctonismo, que indica ser o homem americano originário do próprio continente. Hoje, esta tese está em desuso.

Ocupação das

Dentre as correntes baseadas no aloctonismo, a mais aceita é que indica a vinda do ser humano para o continente americano durante a última Era Glacial – você pode conferir isto no filme a Era do Gelo -, quando se formou uma ponte de gelo ligando a Ásia à América, mas precisamente, o leste da Rússia ao Alasca.

Outras teorias, como a expedição Kon-Tiki, de Thor Heyerdahl ,buscam uma comprovação de um fluxo contrário quando navegadores sul-americanos povoaram as ilhas do Pacífico, que também poderiam ter sido local de partida de seres humanos que povoaram as Américas, chegando a costa oeste do continente.

Sites interessantes:

Ocupação da América

História do Mundo (povoamento das Américas)

Anúncios

7 comentários sobre “Descoberto o cocô humano mais antigo das Américas

  1. Nossa mais que merd* foi essa hein!

    Primeiramente agradecendo seu comentário no meu blog; segundo dizendo que concordo com a idéia de que tudo é valido para história e de que tudo é história!

    Um ironia, mas é muito interessante acreditar que para ciência não importa o que seja!

    Curtir

  2. desculpa…………kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Mas, foi muito engraçado Jorge!!!!!
    rsssssssssssssss

    Curtir

  3. É engraçado, mas é muito importante, afinal através dos cropólitos pode-se descobrir a dieta de quem o evacuou e até mesmo o DNA, é maravilhoso…Viva, ao cocô!!!

    Curtir

  4. se a medicina estuda os dejetos para identificar doenças é completamente natural que a história se sirva também desses elementos e concordando com a jessyka se descobrir o dna.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s