Agenda aberta marcando um dia vazio

Wes Montgomery

Noite modorrenta, um cigarro e a fumaça que se esvai a partir do cinzeiro. Na vitrolinha digital Nouvelle Cuisine… Embraceble You… Sobre a mesa réplicas de uma Ferrari Fórmula 1 e um P51D Mustang.

Agenda aberta marcando um dia vazio como tantos outros. Copo com café. Diga-se de passagem, copo igual de botequim, pois aqui no Rio o café se toma de pé no balcão, apesar de todas as modernices do café que vão chegando. Ao redor certo desalinho dos livros nas estantes e prateleiras, que sempre são consultadas e preciosidades, antes lidas, são redescobertas. Mozart em lombada verde em letras brancas garrafais…

Deu sede, mas a geladeira está longe e água com gás acabou. A preguiça é maior…
Paredes ao redor… Chaplin em The Kid, Sebastião Salgado… Trabalhadores… Calendário Asteca, a Pedra do Sol, dando-me a língua na penumbra de uma única luminária para contrabalançar o reflexo do monitor. O aço das seis cordas do violão pedindo escalas de blues para acompanhar o que ouço… Preciso afinar…

Janela aberta trazendo o calor da noite modorrenta. A brisa prometida pela noite não deu o ar da graça… Novamente Nouvelle Cuisine… Riquixá (Pousse-Pousse).

Ah… aquela tradução de La Mer… Gole de café… My Funny Valentine… música incidental… Três Apitos…

Janis Joplin querendo me contar por qual motivo queria ter uma Mercedes-Benz…

Prenúncio de inferno astral? Não sou ligado nos astros…Mas sempre disseram: “Ih, você é de Áries, é?”, como quem diz: Cuidado!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s