A sorrir eu pretendo levar a vida-100 anos de Cartola

Cartola por Milton Montenegro

O homem que tinha o dom da palavra e a beleza da melodia. Unia ambas como poucos conseguiram até hoje. Por este motivo citei a frase inicial de “O Sol Nascerá”.

Esta é uma pequena; porém, sincera homenagem a um dos maiores gênios da cultura brasileira. Uma daquelas pessoas que detinham o saber infinito das palavras e que em alguns versos conseguia dizer tudo aquilo que nós, simples mortais, levaríamos talvez algumas dezenas de anos em vida ou seguidas encarnações para conseguir. Ele deveria ser ensinado nas escolas não somente por sua obra, mas também pelo uso perfeito da Língua Portuguesa Não, não estou dizendo para esquecermos os nossos clássicos da Literatura. Deve-se incluí-lo nos currículos escolares para que as crianças possam conhecer sua obra e ninguém mais esquecer; mesmo que saibamos que sua obra é imortal.

Sou portelense desde que me entendo por gente e isto não quer dizer nada quando devemos reconhecer o talento de alguém que fundou uma das mais importantes agremiações carnavalescas do Brasil. E assim fez Paulinho da Viola na música composta com Hermínio Belo de Carvalho, que “visto assim do alto mais parece o céu no chão”, em homenagem à Mangueira, da qual foi fundador.

Os mais antigos textos da literatura portuguesa datam do século XII, época em que algumas pessoas costumavam escrever poesias conjugadas com a música. Surgiram então as cantigas, um tipo de produção literária que basicamente enaltecia o amor ou criticava comportamentos da sociedade daquela época. Eram as cantigas de amor, amizade, escárnio e maldizer. Todas escritas pelos chamados trovadores. Mas por que estamos dizendo tudo isso? Porque oito séculos depois do Trovadorismo, nascia no Rio de Janeiro um dos maiores compositores da música brasileira de todos os tempos. Cartola, como ficaria conhecido, era um homem simples que ao longo de mais de cinco décadas construiu um dos legados musicais mais importantes do cancioneiro nacional. Ele compôs e cantou o amor como ninguém. Seu ritmo era o samba… Cartola pode ser considerado o nosso trovador do século XX, por ter composto as mais lindas cantigas de amor. Angenor de Oliveira, vulgo Cartola, é o trovador do samba. (Zeca Castellar In: Cartola – O Trovador do Samba. Rádio Cultura AM. SP, 1998)

Parece que a criatura desdenhou do criador. Foi decepcionante ver a Mangueira na Avenida trazendo a figura de Cartola num carro, em minha opinião, mambembe no sentido mais simples da palavra. Ele não merecia apenas um enredo por parte de sua escola, o que não foi feito em 2008, ano de seu centenário de nascimento. Merecia, sim, ser tema único de um carnaval inteiro. Cada escola de samba representando e interpretando uma de suas músicas. Imagino que a escolha teria que ser por sorteio com garantia federal. Para que esta ou aquela escola não ficasse triste por não representar esta ou aquela poesia musicada criada por ele.

Esquece nosso amor, vê se esquece… Porque tudo na vida acontece…

Ainda é cedo, amor. Mal começastes a entender a vida…

Bate outra vez com esperanças o meu coração…

Então, depois disso corra e o olha o céu, que o Sol vem trazer bom dia.

Quem pode ficar alheio a estas e outras palavras do Cartola? Ninguém!

Um vídeo emocionante de Cartola cantando, O Mundo É Um Moinho, quando do reencontro com seu pai após 40 anos de afastamento.

Ouça algumas músicas do Cartola no Recanto das Palavras – Galeria
Beth Carvalho & Cartola – O Sol Nascerá
Cartola – Corra e Olhe o Céu
Cartola – Que Sejas Feliz
Cartola e Paulinho da Viola – Amor Proibido
Cartola – As Rosas Não Falam
Elis Regina – Folhas Secas

Ouça diretamente em seu computador
Insira o link em seu programa de áudio preferido (WMP, iTunes ou Winamp) http://n90.mediamaster.com:8000/plist/3000126955/jadc01

Sites sobre Cartola

Poesia de Cartola

Cartola – Personalidades da MPB
Excelente material escrito por Carlos Renó.

Samba-Choro
Dados biográficos e discografia completa, inclusive com a ficha técnica de cada álbum gravado.

TV Cultura
Dados sobre um programa de rádio feito em homenagem a Cartola, contendo dados biográficos, discografia e bibliografia.

Cartola – Cifras e tablaturas
Para quem toca violão.

Anúncios

5 comentários sobre “A sorrir eu pretendo levar a vida-100 anos de Cartola

  1. Pingback: Jorge via Rec6
  2. Parabéns pelo bom gosto, os temas, layout…
    Como já viste coloquei uma citação deste post no meu blog.
    Te adicionei ntre os meus favoritos.
    Um abraço
    🙂

    Curtir

  3. ah… boas dicas de músicas do Cartola…
    Grande omenagens, e bonitas palavras!!
    Saudações….
    f.
    u..i

    =*Luanna Leal

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s