Aprender alguém é gostar de alguém

42-16892277.jpg

Gostar de alguém é aprender este alguém. É entender as suas qualidades e os seus defeitos. É saber ceder e também impor, com o dificílimo equilíbrio entre estes dois momentos. Aprender alguém é querer saber de tudo a seu respeito. Rir de suas manias e maluquices como também dar bronca quando não se gosta de algo que foi feito. Aprender alguém é, mesmo que seja idílico, gostar de acordar ao seu lado. Melhor se for pra sempre.

O chato mesmo é quando precisamos, ou melhor, somos obrigados a desaprender alguém e não há borracha que apague isto de nossas mentes e corações. Primeiro, precisamos desaprender a observar. Depois desaprendemos a tocar e no final desaprendemos a não nos unir até sentirmos que somos dois quando, um dia, aprendemos a ser um. Desaprender alguém é não querer estar na mesma hora e no mesmo lugar nunca mais. É não querer mais sentir e pensar o que quer que seja a seu respeito. Desaprender alguém é muito mais difícil do que aprender. Não há uma pessoa viva que não tenha passado por este, ou estes, exercícios dolorosos do desaprendimento.

Há quem consiga aprender várias e várias vezes da mesma forma com que desaprende. Estas, com certeza, nem ao menos se conhecem em profundidade e peregrinam em busca de alguém que lhes ensine alguma substância para si.

E assim caminhamos até o fim. Aprendendo, errando, acertando, desaprendendo…

Anúncios

7 comentários sobre “Aprender alguém é gostar de alguém

  1. Adoro vir ao seu “cantinho”!!!!
    Mt interessante a conotação de “aprender alguém” e talvez, depois, ter que “desaprender”.
    Cito somente este texto, mas TODOS são sutis aulas de cidadania.
    Obrigada, Jorge!
    Melhor: Salve Jorge!!!!

    Curtir

  2. Jorge :o))

    Vou repetir a frase da Mari:
    “Adoro vir ao seu cantinho” e mais ainda adoro conversar com você!!!
    Todos os textos são nota máxima, mas essa
    Desaprender foi na cabeça ou….seria no coração???vc colocou o dedinho no dodói de muitass pessoas ( rsss)
    Tenha um final de semana bem no estilo canavalesco, pois queira ou não acabamos nos embalando nas músicas seja marchinhas antigas ou pura bateria!
    Bjinhos Suaves♥ com muito carinho,
    Helena

    Curtir

  3. Esse texto foi demais, me tocou no fundo do meu coração…pois tb estou numa fase dessas…. não é mesmo simples desaprender.

    beijocassss mil.

    Curtir

  4. Ei, amei seu aprender do outro, quando colocando o amor em atuação. Será que cabe dizer que tb aprendemos quando desaprendemos? Beijos meu grande pássaro do sul.

    Curtir

  5. Jorge, você sempre perfeito e preciso em suas reflexões. Este trecho me remete aos mais belos pensamentos e as dores de uma despedida ”forçada”…”O chato mesmo é quando precisamos, ou melhor, somos obrigados a desaprender alguém e não há borracha que apague isto de nossas mentes e corações.” Quando chegamos a esta situação, tudo já está gravado em nossa alma, tatuado por beijos e saudades. Abraços.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s