Brasil: um país que precisa de Educação

Será que deveríamos levar duas bombas atômicas sobre as nossas cabeças, tal como aconteceu com os japoneses? Ou precisaríamos passar por duas grandes guerras, perder e ter a nossa terra arrasada, a população desesperada e não termos qualquer meio de sobrevivência imediata como a Alemanha para acordarmos para um fato que é premente?

Os dois países citados acima jamais deixaram de encarar a Educação como um investimento, ao contrário do nosso que, infelizmente, encara a Educação como despesa. O nosso problema educacional é, antes de tudo, de caráter semântico. Enquanto enxergarmos como despesa, a coisa não irá pra frente.

Como eu já falei em outro post, diariamente somos bombardeados com índices alarmantes de analfabetismo total ou funcional. O conceito de Belíndia ainda é válido. Pelos dados econômicos há dois brasis bem distintos, a saber: o Brasil que é o 12º PIB mundial e o Brasil que é 63º colocado em Índices de Desenvolvimento Humano, o IDH. Em um, a educação é o motor do desenvolvimento. Em outro ela nem faz parte das prioridades.

O Brasil é o último lugar entre os países emergentes (China, México, Rússia, Índia) no cumprimento das metas para inserir-se na sociedade do conhecimento. São causas apontadas: o analfabetismo funcional e o baixo nível de escolaridade da população adulta”.

Leia mais sobre o assunto aqui.



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s