Avicena e a Metafísica de Aristóteles

Eu era então mestre em Lógica(1) , Ciências Naturais e Matemáticas. Voltei por isso às metafísicas; li a Metafísica [de Aristóteles], mas não compreendi o seu conteúdo e fiquei desconcertado pela intenção do autor; li-o umas quarenta vezes até saber o texto de cor. Mesmo então não compreendia o que o autor queria dizer e desesperava-me comigo próprio dizendo: “Não há processo de entender este livro”.

Mas uma vez, ao meio-dia, estando por acaso no bairro dos livreiros (2), encontrava-se aí um leiloeiro anuncia para vender um volume que tinha na mão. Ofereceu-me, mas eu restituí-lhe impacientemente, pensando não haver qualquer utilidade naquele conhecimento em particular. No entanto, ele disse-me “Compra-me este livro; é barato e venderei para você por quatro dirhams (3). O seu proprietário está com necessidade de dinheiro”.

Comprei-o e verifiquei que era um um livro de Abu Nasr al-Fàràbi (4), Sobre o Objeto da Metafísica. Voltei para casa e apressei-me a lê-lo; imediatamente os assuntos daquele outro livro me tornaram claros porque o sabia de cor. Regozijei-me com isto e no dia seguinte distribuí muitas esmolas aos pobres em gratidão para com Deus Todo Poderoso.

(1) Abu Ali al-Hussain ibn ‘Abd Allah ibn al-Hassan ibn ‘Ali ibn Sina, também chamado de Avicena (980-1037). Foi considerado o maior filósofo do islamismo e também como o “Filósofo dos Árabes” foi um dos percussores na introdução dos algarismo arábicos e da álgebra no Ocidente. Era conhecedor profundo de Aristóteles, cuja obra comentou e narra como, após muito esforço, foi possível interpretar a Metafísica do filósofo grego. Os trabalhos filosóficos de Avicena, imbuídos de aristotelismo e neoplatonismo, vieram a exercer grande influência na escolástica cristã.

(2) Este episódio passa-se na cidade de Bukhara, na Pérsia
(3) Moeda de prata.
(4) Abu Nasr al-Fàràbi (870-950).

Bibliografia
ESPINOSA, Fernanda – Antologia de textos históricos medievais.
Livraria Sá da Costa Editora. 2.ed. Lisboa, 1976.

Anúncios

Um comentário sobre “Avicena e a Metafísica de Aristóteles

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s