Há relação entre o que se lê e a capacidade de governar?

Monteiro Lobato disse que “Um país se faz com homens e livros”. Será que os homens que nos governaram e governam são ou foram amigos dos livros? O penúltimo presidente é intelectual reconhecido e contumaz leitor. Escreveu vários livros (ensaios sociológicos), tendo até uma boa vendagem na época do lançamento e ainda hoje consta da bibliografia básica das faculdades de Ciências Sociais. Um ex-presidente tem pendores literários, caros brasileiros e brasileiros. Até Getúlio Vargas era dado a escrever.

Será que alguém se preocupou em saber o que Deodoro da Fonseca, Floriano Peixoto e outros presidentes da República Velha liam? Será que Dutra goshtava de ler? Juscelino, que gostava de dançar, também lia sobre política? Jânio Quadros com toda certeza era leitor. Só não se pode afirmar se era leitor de romances policiais ou livros de mistério e suspense onde grassavam personagens soturnos, isto é, as forças ocultas, ou melhor, vilões em profusão. Uma coisa é certa. Devia ser um devorador de compêndios de gramática da Língua Portuguesa. Porque, senão, não teria dito “fi-lo porque qui-lo”. Se Jango lia, nós não sabemos ao certo. Talvez romances da época.

Do ciclo militar, temos notícia que Médici gostava tanto de futebol que indicava jogadores para a seleção e proibia livros. Ah… a censura… Geisel certa vez declarou numa entrevista que era leitor voraz daqueles livrinhos de bolso com histórias de faroeste e Figueiredo gostava de resolver problemas de matemática.

Da Nova República, o que dizer de um presidente que era dono de um grupo de comunicação e disse “duela a quem duela” quando discursou para nossos vizinhos de língua espanhola. Será que leu Cervantes no original? Dúvida atroz… E o Sarney? Ele ainda acha que é escritor. Não se espantem, pois Getúlio Vargas também foi eleito imortal na Academia Brasileira de Letras.

Só para ilustrar o assunto com dados lá do grande irmão do norte, a biblioteca de Thomas Jefferson contava com 6500 volumes, a biblioteca de George Washington contava com 1000 volumes. Estranho, mas os dois foram contemporâneos. O hábito da leitura ou o gosto pelo livro não é o mesmo para todas as pessoas. Jimmy Carter era capaz de ler 2000 palavras por minuto. Roosevelt também era leitor, mas desconfiam que não leu nem metade dos livros que comprou. Tinha cerca de 15000 volumes em sua biblioteca.

Seria muito interessante pesquisar sobre os hábitos de leitura de nossos presidentes e saber se o que leram encaixa em suas formas de governar. Foi isso que levou Harold Evans, ex-presidente da Random House, a pesquisar sobre a relação de 42 presidentes dos EUA com os livros. O Bush filho não conta. Foi visto lendo um livro que estava de cabeça pra baixo. Dá pra perceber que ele nunca levou jeito pra coisa.

Harold Evans, em primeiro lugar, dividiu os presidentes em dois grandes grupos: os bibliófilos e os que têm o livro como algo dispensável. Dentre os bibliófilos, 22 ao todo, estão George Washington, James Monroe (aquele da doutrina Monroe ou a América para os americanos), Abraham Lincoln, Theodore Roosevelt (aquele da política do Big Stick e que por salvar um ursinho numa floresta foi homenageado com o lançamento de um ursinho de pelúcia, daí todo ursinho de pelúcia ser conhecido por Teddy bear. Impressionante…), Franklin Roosevelt (presidente de 1932 a 1945, caso único nos EUA de longevidade no cargo), Harry Truman (aprovou o lançamento de bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki), Dwight Einsenhower (início da guerra fria), John Kennedy, Richard Nixon, Jimmy Carter e Bill Clinton. Segundo os dados recolhidos nos principais institutos de pesquisa e em suas biografias, todos os presidentes bibliófilos fizeram excelente governo – isso lá para os americanos, é claro -. Já os não bibliófilos foram um verdadeiro desastre – também lá para os americanos, é claro -, como por exemplo, Lyndon Johnson.

Dos 22 bibliófilos, oito foram devoradores de livros. Entre eles estão Washington, Teddy Roosevelt, Franklin Roosevelt e Truman.

Presidentes que fracassaram foram capazes de surpresas como Fillmore, que fundou a biblioteca da Casa Branca, pois não encontrou um livro sequer para ler quando lá chegou e foi morar.

Dentre os bibliófilos, há que se acrescentar qualidades, como as de Jefferson que lia em várias línguas. Franklin Roosevelt não fazia distinção entre gêneros, mas tinha por gosto fuçar livrarias em busca de livros antigos sobre a Marinha e Política, chegando mesmo a comprar livros de segunda mão. Além disso, possuía toda coleção de Rudyard Kipling e Lewis Carrol entre outros. Adorava deitar à noite e começar a ler um romance policial. Clinton também disse gostar de livros de suspense bem baratinhos.

O mais importante não é saber quanto livros leram, mas sim como foram influenciados por aquilo que leram. Segundo Harold Evans, Reagan, que não era um bibliófilo, fez de sua estratégia de combate aos mísseis soviéticos, a chamada de “Guerra nas Estrelas”, o mote de seu governo e o estímulo para esta política surgiu da leitura de Ficção Científica e histórias em quadrinhos. John Kennedy adorava os livros de Ian Fleming, criador do espião James Bond.

A pergunta que não quer calar: Qual será o tamanho da biblioteca do Lula?

Blogged with Flock

Tags: , , ,

Anúncios

3 comentários sobre “Há relação entre o que se lê e a capacidade de governar?

  1. Muito bom o post – excelente. Arrancou-me sorrisos só em imaginar o tamanho da biblioteca lulesca. Deve ser imensa, mas o espaço vazio deve proporcional.
    Abraços

    Curtir

  2. Muito bom o texto.
    Talvez ele esteja ocupado escrevendo um novo dicionário…. o Lulanês…. Assim… não dá pra perder tempo com biblioteca….. rss

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s