Novo caso de plágio em tradução

Se apropriar das coisas alheias sem dar o devido crédito, em termos de literatura e música recebe o nome de plágio. Há pesquisadores que copiam partes inteiras de trabalhos científicos de colegas, pensando serem impunes. Outros, se apropriam das idéias. Entretanto, quando uma editora corrobora um plágio de tradução e, ainda mais grave, mantém os mesmos erros e omissões de uma tradução original a coisa é muito mais séria.

Hoje deu na Folha de São Paulo, que a editora Nova Cultural e o suposto tradutor dos “Contos de Voltaire”, uma tradução feita para a Editora Globo, de Porto Alegre, por Mario Quintana, plagiaram esta tradução e apenas fizeram umas mudanças que configuram uma certa maquiagem do texto.

Há não mais de dois meses, um outro caso de plágio envolvendo a editora Martin Claret também saiu nos jornais.

Leia também o post Editora acusada de plágio.

Leia a íntegra do artigo sobre a tradução de “Contos de Voltaire” aqui

Anúncios

3 comentários sobre “Novo caso de plágio em tradução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s