O amor é lindo. O que estraga é a falsidade.

A vida como ela é, é uma tragicomédia infinda. Olhe para dentro de si e perceba quantas vezes não presenciou uma discussão entre namorados ou ouviu os vizinhos quebrando a mobília. Se aconteceu contigo, não se preocupe. Somos humanos e ter estes rompantes de ira incontida por que o amor acabou, ou te disseram que não te queriam mais faz parte desta maravilhosa vida humana.

Agora eu li que, em Berlim, há um museu para os amores fracassados. Mas o engraçado, depois que a cuca esfria e tudo volta ao normal, é observar os relatos e objetos que foram quebrados. Antigamente, eram os pobres LPs que sofriam. Eram jogados solenemente pela janela pelo, agora, mais novo desafeto do antigo amor-para-o-resto-da-vida.

Que fique bem claro que há gradações para a ira do desamor. LPs eram a forma mais cortante de punir quem lhe deu o cartão vermelho. Isto no caso dos namorados. Quando se trata de casal, jogar as roupas do (a) serelepe pela janela era um ato Hollywoodiano. Nunca era feito em silêncio. Roupa não faz barulho quando cai. É preciso ter garantia de platéia. Por isso, a cada peça lançada uns impropérios são ditos. Coisa do tipo: “Cachorro! Lavei tuas cuecas a vida toda. Agora elas vão pra rua. Manda a outra lavar”! No caso masculino, aquele soutien que ela usava antes de colocar peitos novos de silicone provocam suspiros de: “Quando cabiam na palma de uma das mãos era minha. Agora que é preciso usar as duas para segurar um, ela tem as mãos de outro”. A isto segue-se uma palavra ruminante e que ficará ruminando na mente (chifrada) durante muito tempo… VACA!

Se a coisa acontece em casa em vez de apartamento, a platéia é pequena. Por isso o barulho deve ser maior. Pratos e tudo que produzir som alto deve ser usado e os insultos não podem faltar. Eu já vi briga de casal em que o marido levou uns catiripapos da esposa e como vingança roubou os fusíveis do relógio da luz e saiu correndo. O chato disso tudo é ouvir PEGA! PEGA LADRÃO! Que a mulher gritava no encalço do esbofeteado marido e agora gatuno.

Agora, um depoimento tocante de um cara que se apaixonou por uma assistente social que lhe conseguiu uma prótese.

“Zagreb, 1992: Em um hospital de Zagreb conheci uma assistente social bela, jovem e ambiciosa do Ministério da Defesa. Quando ela me ajudou a conseguir certos materiais que eu precisava para minha prótese, pois era inválido de guerra, o amor nasceu. O membro protético durou mais do que nosso amor. Era feito de material melhor!”

Agora, a moça que perdeu a namorada para outra moça. Isso mesmo, namorada.

“Berlim, 1995: Ela foi a primeira mulher que eu deixei mudar-se para minha casa. Todos os meus amigos achavam que eu precisava aprender a deixar as pessoas se aproximarem mais. Depois de alguns meses, tive uma oportunidade de viajar para os EUA. Ela não podia vir comigo. No aeroporto, dissemos adeus com lágrimas, com garantias dela que não sobreviveria três semanas sem mim. Quando voltei, após as três semanas, ela disse: “Apaixonei-me por outra. Conheci-a a quatro dias, mas sei que ela me dá tudo que você não pode me dar.”

Eu a mandei sair da casa. Ela foi imediatamente viajar com sua nova namorada, enquanto sua mobília ficou comigo. Sem saber o que fazer com minha raiva, comprei esse machado para aliviar a tensão e dar a ela ao menos um pouco do sentimento de perda. Comecei a destruir um móvel por dia. Quanto mais o quarto dela se enchia com pedaços dos móveis, mais eu me sentia melhor. Duas semanas depois de ser mandada embora, ela veio pegar a mobília. Estava organizada em pequenas pilhas e fragmentos de madeira.”

E como não poderia faltar, uma trilha sonora apropriada. Boca de Sapo, de João Bosco e Aldir Blanc. Baixe e ouça em seu computador.

Anúncios

2 comentários sobre “O amor é lindo. O que estraga é a falsidade.

  1. OwwWwWW rs

    Coloquei aquele post pois achei q acontece mto ultimamente…achei interessante e realista rsrs
    mas é claro….tem as exceções haushas

    mas eu vou ser sincera
    achei legal seus post

    e pode ter certeza q sempre estarei aqui fuçando no seu blog 😉

    Abraço!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s