Não há um ser vivente…

Não há um ser vivente, lógico que os racionais, pois os ditos irracionais não cometem tantas besteiras quanto os pretensos racionais, buscam amar e ser amados. Durante toda a existência dos seres viventes ditos racionais, o que (n)os move não é a busca pelo sentido da vida, mas sim pelo tal do amor pleno e a mítica alma gêmea. E lembrando de um cara que pregado na cruz… “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”. Se soubéssemos o que fazer… Ô, vida danada de maluca essa em que nos metemos e nos deram. Não tem problema. A busca é insana, infinda e até pode dar resultado. Por isso, sempre que ouço algo relacionado a essa abstração que nós, loucos humanos, inventamos para perpetuar a espécie dando um tom dramático, já que somos seres racionais, eu me lembro de uma música do Milton Nascimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s